O privilégio que é a psicologia, e a viagem que é a mudança. Vamos começar?

Por Filipe Lopes - 14 fevereiro




Hoje partilho e inicio convosco esta viagem que é a criação deste blog. Um espaço onde tenciono dedicar parte do meu tempo a publicar temas, reflexões e informações que poderão considerar úteis, sendo estes relacionados com a psicologia, a saúde mental, o bem-estar psicológico e emocional.

Sabiam que a mudança realmente acontece? Quando refletimos e nos questionamos: o que me faz mover? O que me bloqueia? O que me mantém imóvel ou o que me faz crescer e avançar? Costuma colocar estas questões a si próprio/a? As mudanças ocorrem, mas as mais importantes são sobretudo as da nossa perceção, e não as mudanças do mundo exterior a nós. É aqui que, muitas vezes, devemos considerar a psicologia e os psicólogos que, cada um com a sua formação, conhecimentos e estratégias, nos ensinam a reforçar a nossa confiança e autoestima, a potenciar as nossas capacidades e a relacionarmo-nos de forma mais positiva com os outros. A psicologia ajuda-nos a pensar, a falar e a sentir. Não que já não o saibamos fazer. Mas quem nunca sentiu a necessidade ou beneficiou de uma mudança de perspetiva sobre determinada problemática? Quem nunca precisou de encontrar novas soluções para algo que está, continuamente, às voltas na cabeça? Imagino que todos nós já tenhamos passado por situações semelhantes.

Claro que, quando queremos mudar (com ou sem orientação de um psicólogo), inúmeros desafios surgem. É frequente e normal sentirmos uma ambivalência de insegurança e de força de vontade, cúmplices do medo de falhar e do desejo de superar as expetativas por nós próprios impostas. Mas faz parte! Que todo o desafio e que todas as mudanças (grandes ou pequenas!) sejam sinónimo de aprendizagem e de vontade de crescer.

Para concluir esta primeira publicação, gostava de vos dizer o que sinto relativamente à minha profissão e à criação deste blog. Imaginam o quão inquietante, mas, simultaneamente, reconfortante, pode ser a atividade de um psicólogo? De alguém que, como eu, se desafia diariamente a aliar um seguro profissionalismo a um profundo, mas subtil, humanismo, usando as palavras, as expressões, ou até mesmo, por vezes, o silêncio, para, humildemente, ajudar, aliviar e fortalecer quem disso carece? A meu ver, e modéstia à parte, ser psicólogo, para além de trabalhoso e desconcertante, só pode ser um privilégio!

Que este blog seja uma boa descoberta... de preferência, feita por acaso (como são as melhores)!  :) 

"Todo o mundo é composto de mudança."
Luís de Camões

  • Partilhar:

mais artigos

0 comentários